Geração touchscreen

O nome parece complicado: geração touchscreen. Mas este é o termo utilizado para esta nova geração que já nasce mexendo em tablets, notebooks e smartphones. É a geração do toque na tela, da total conectividade, da interação com a tecnologia. Com um toque na tela se escolhe o que você quer e o que você não quer. Rápido, fácil, divertido.

Geração Touchscreen. Este é um bom termo para definir não apenas uma era da tecnologia, mas um estilo de vida. Afinal, esta é a geração das escolhas e do imediatismo. Só se escolhe o que é agradável. Só se ouve o que é do interesse. Só se fala o que é politicamente correto. O resto pode ser colocado na lixeira. Espera-se resultado instantâneo na vida, como se fosse com um toque na tela: tocou, funcionou.

Esta maneira de viver é tão frágil quanto a tela touchscreen. Em algum momento vai causar decepção e dor. A vida ensina que é preciso ouvir não apenas o que é agradável. O politicamente correto mostra-se, muitas vezes, vazio. Sem falar no imediatismo. Não é com um toque na tela que a vida acontece! Deus muitas vezes silencia e não interage instantaneamente com o nosso toque na tela. O tempo parece ser instrumento de Deus para cuidar, sarar, consolar, dar compreensão e até mesmo enxugar lágrimas!

Maria, Marta, Lázaro. Três irmãos amados por Jesus. Lázaro morreu. Maria e Marta pediram o consolo e a presença de Jesus. Ao saber do ocorrido, Jesus não foi touchscreen. Ele demorou dois dias para sair daquela cidade e ir até Maria e Marta. Elas experimentaram o silêncio de Deus, o tempo de Deus. Abra sua Bíblia em João 11.1-44 e veja como terminou o silêncio de Deus!

Então fica a dica: touchscreen é uma tecnologia sensacional, mas não exatamente o melhor estilo de vida. A vida não se resolve um com um toque na tela, seletivo e imediatista. Deus não age de um jeito touchscreen. Ele age do seu jeito, da sua maneira, com o seu tempo. Isto não é algo para se afastar de Cristo, mas para falar: “a minha alma está muito aflita. Ó Deus, quando virás me curar?” (Salmo 6.3).

Authored by: natanael

Deixe uma resposta