Educação se faz com amor

Já se falou e escreveu muito a respeito do amor. O que dizer para um integrante da Rede Luterana de Educação acerca do educar com amor? Quem sabe uma destas frases: “O amor é um sentimento dos seres imperfeitos, posto que a função do amor é levar o ser humano à perfeição” (Aristóteles); “amar é comprometer-se sem garantias: entregar-se completamente, com a esperança de que o nosso amor produza amor na pes- soa amada” (Erich Fromm); “o amor cura as pessoas – as que amam e as que são amadas” (Karl Menninger); “o amor une sem destruir a diversidade” (Dobzhansky); “o amor é a força mais humilde e também mais poderosa que o mundo possui” (Gandhi); “no dia em que não mais ardermos em amor, muitos morrerão de frio” (Autor desconhecido).

O apóstolo João teve o privilégio de conviver com Jesus Cristo, a expressão máxima do amor perfeito de Deus, e expressou em palavras extraordinárias o que é o amor de Deus e, ao mesmo tempo, nos estimula a amarmos aos nossos irmãos (1João 4.7-11): “Nisto consiste o amor, não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou”. Que razões Deus encontrou em nós para dedicar-nos o seu amor? O amor não está em nós nem provém do nosso coração. O amor procede de Deus porque Deus é amor. Se Deus de tal maneira nos amou, devemos nós também amar uns aos outros.

Voltemos a uma das frases acima: O amor une sem destruir a diversidade. A escola é um local ideal para preservar a diversidade, a multiplicidade, o igual e o diferente, o que ama educar e o que ama ser educado no amor a Deus. Percebemos este amor todos os dias nas relações escolares. Vejamos: amar é dizer um “oi” ou “bom dia” sinceros a todos na escola. É olhar nos olhos da pessoa que passa ao nosso lado. Amar é compreender o aluno nas suas fraquezas, repreende os seus erros, perdoar as suas ofensas, ouvir as suas preocupações e alegrias e estimular suas virtudes e capacidades.

Amar é perguntar pelo motivo de um rosto abatido ou de uma face sorridente. A capelania escolar é uma ótima oportunidade nesta demanda. Roguemos para que Deus capacite nossos capelães e professores para o amor, pois amar é dizer palavras de conforto, oferecer incentivo, orar com o aluno necessitado. Amar é oferecer ajuda e suporte ao aluno nas suas tarefas que lhe são difíceis. Amar é dizer uma palavra de gratidão ao funcionário que nos serviu ou ao professor que nos instruiu. Amar é empregar com sabedoria o tempo, os bens, os conhecimentos, as habilidades recebidas de Deus.

Amar é praticar a inclusão escolar. Amar é aperfeiçoar seus dons para louvar a Deus e proclamar as Boas Notícias da salvação em Jesus, sendo diretor, professor, funcionário, aluno, pai e mãe; enfim um integrante da Rede Luterana de Educação que está comprometido no processo de ensino e aprendizagem e que ama construir a cada dia a comunidade do conhecimento, das ciências e das artes úteis para esta vida e sempre. Cresça e frutifique o amor na ANEL.

Authored by: joel

Diretor do Colégio Rui Barbosa

Deixe uma resposta