Quanto eu custo?

Dirigido aos alunos do 9 ano do Ensino Fundamental, o Projeto “How Much Do I Cost?” (Quanto Eu Custo?), realizado pela professora Joice Mari Froehner Schaeffer, do Colégio Luterano Rui Barbosa, de Marechal Cândido Rondon, PR, buscou sensibilizar os adolescentes em questões sobre as quais geralmente pouco se reflete. O objetivo foi cada um perceber o quão frágil é uma vida, mostrar como é necessário ter responsabilidade para cuidar de alguém e saber o custo de ter uma nova pessoa em casa, dando-lhe uma vida digna.

O trabalho começou com os alunos decorando um ovo como se fosse um bebê, inclusive preparando sua caminha para trazê-lo à escola todos os dias. Fizeram uma certidão de nascimento com o nome dos pais, padrinhos, a data do nascimento e a fotografia do bebê, e postaram fotos e comentários no facebook. Tiveram, depois, que cuidar deste “bebê” durante as aulas e em casa.

Com a ajuda da família e dos amigos, discutiram sobre tudo o que é necessário a partir da descoberta de uma gravidez. Prepararam seis tabelas de custos: durante a gravidez (todos os exames, consultas, produtos para enxoval, desde roupas, móveis, hospital, até chegar a hora do parto); de 0 até 1 ano (roupas, alimentação, brinquedos, babá e festa de 1 ano); de 2 até 5 anos (todos os itens que eles acharam necessários, incluindo mensalidades escolares, consultas a médicos e dentistas, festas de aniversários, passeios, presentes e assim por diante, com liberdade para eles sonharem); de 6 até 14 anos (incluindo formatura do 9 ano, festas, passeios, viagens e livros); de 15 até 17 anos (roupas, festa de 15 anos, viagens, uniformes, formatura, intercâmbios, cursos de idiomas); e de 18 até 21 anos (período universitário, mesmo em faculdade pública, com despesas com material, transporte e alimentação, sem esquecer da festa de formatura).

Depois todas as tabelas foram transcritas em inglês e os preços cotados em dólares, já que este trabalho, a princípio, é realizado na disciplina de Língua Inglesa. Os alunos somaram todos os gastos e concluíram, depois de um mês carregando o seu bebê, sobre a grande necessidade de cuidados especiais e de rendimentos para mantê-los.

Ao final, o trabalho foi enviado para casa, expondo-se aos pais os objetivos do professor e pedindo que esses relatassem suas opiniões sobre o projeto e as conclusões que os alunos tiveram com toda a pesquisa. Na entrega dos trabalhos, fez-se uma festa de graduação, simbolizando que os “filhos” estão prontos para o mercado de trabalho, encerrando a atividade da forma lúdica como iniciou.

Authored by: viviane

Deixe uma resposta